diary, my style

Ela sou eu.


I used to recognize myself
It’s funny how reflections change
When we’re becoming something else
I think it’s time to walk away

Aproveitando as palavras de James Bay quero explicar-vos um bocadinho o motivo da minha ausência virtual. Pensei muitas vezes se o devia escrever ou não…

Quando comecei o Chic Diary o meu objectivo sempre foi partilhar inspirações, manter a minha identidade, manter-me genuína e ser eu própria. No entanto é fácil ficar deslumbrada. E quando me olhava ao espelho, que é como quem diz quando olhava para a mensagem que estava a passar, deixei de gostar do que via.

Talvez porque tivesse ficado cansada deste exagero, e da exposição. Talvez porque nunca fui a miúda das fotografias perfeitas e tentasse sempre sê-lo (acho que este é o principal erro: tentar ser algo que não nós próprias). Porque é esse o efeito instagram: tudo tem de ser perfeito, mesmo não o sendo. Tudo tem de ser “instagramável”. E quando “olhei para mim” tinha demasiadas fotografias em biquini, estava a comunicar o que as marcas queriam e não a mensagem que eu queria passar. Acho realmente que a beleza neste mundo virtual é sermos nós próprias, mantermo-nos fieis a nós mesmas.

Esta procura e pressão constante pela perfeição era o que me estava a fazer deixar de ser genuína. Todas temos borbulhas, todas temos estrias ou celulite. Todas temos as nossas inseguranças mas o que eu defendo é que somos todas mulheres bonitas. E são as nossas diferenças que nos tornam ainda mais bonitas e especiais.

Deixei de me identificar com este circo que se estava a passar e fui deixando de me identificar com o que estava a fazer. E não quero ser hipócrita, vou continuar a trabalhar com marcas em que acredito e que tenham a mesma mensagem que eu e que acreditem no trabalho que eu faço. 

Actualmente é fácil criticar, ou melhor dizendo: ridiculzarizar e apontar o dedo porque isso está a distância de um post no facebook, ou de um comentário no instagram. Porque eu sou a favor da crítica, da crítica construtiva. Acho que podemos apoiarmo-nos todas mais e espalhar boas energias.

Nem todas as pessoas gostam de mim, não é esse o objectivo nem nunca vai ser. Acho que há espaço para todas nós, porque todas temos uma mensagem diferente a passar. Portanto se eu estiver a comunicar para uma pessoa que seja aí desse lado. Olá, espero que continues por aí. 

Tenho vestido: Óculos: Aldo; Camisola: Natura; Calças: Zara; Mala: Mango

Standard

2 thoughts on “Ela sou eu.

  1. Primeiro de tudo estás linda! Segundo, concordo completamente contigo! Agora só vê pessoas a falar sobre o mesmo e com marcas completamente opostas mas temos que nos manter fiéis. Tirar um tempo para nós não faz mal! Outra coisa de que sou 100% a favor, como tu é que: “há lugar para todos”
    Beijinhos,
    Adriana
    @adrianadolsf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.